quinta-feira, 31 de março de 2011

É Só o Amor

"A hora mais importante é sempre o presente
O Ser mais importante é sempre aquele que diante de ti está,
E o trabalho mais necessário e importante é sempre o amor".

Meister Eckhardt




quarta-feira, 30 de março de 2011

terça-feira, 29 de março de 2011

segunda-feira, 28 de março de 2011

Lucas e Neymar



Essa dupla ainda vai dar muito o que falar...

domingo, 27 de março de 2011

Rogério Ceni: Cem Vezes o Melhor Goleiro do Brasil



O gol de Rogério Ceni, no clássico de hoje, contra o Corinthians, como bem dito por Cléber Machado, foi apenas a cereja do bolo de uma carreira há tempos consagrada.
São 100 gols, mais da metade deles marcados de falta...
Foram 100 goleiros que viram outro goleiro sair lá do lado oposto do campo para vir fazer o papel que se esperava de todos (atacantes, meias, até zagueiros...).

Rogério Ceni, o maior goleiro artilheiro de todos os tempos e, eternamente, o maior ídolo da história Tricolor!

Feitas as homenagens, vamos aos pitacos sobre o jogo:

1) Rogério Ceni: Além do gol de falta, Rogério ainda salvou o São Paulo em, no mínimo, 3 chances reais de gol.

2) Guilherme Ceretta de Lima: O árbitro caipira de Votorantim tem tudo para ter uma bela carreira. Apitou direitinho. Expulsou vagabundo na hora certa. Não complicou... Só pecou quando quis aparecer fora de hora. O cartão amarelo pro Rogério (por mais que a regra diga), podia ter sido evitado. Quis dar uma de babaca e aparecer às custas do grande nome do jogo.

3) Corinthians: Eles têm um time para lá de mediano. Salvam-se Liédson e Jorge Henrique. Setor defensivo fraco e ofensivo atrapalhado. Se chegar à semi-final será um feito.

4) Dentinho: Finalmente jogou! Correu, deu trabalho, mas essas apresentações estão cada vez mais raras. Deve ser mais uma das "grandes" revelações do Corinthians que não vão dar em nada (vide Gil, Ewerthon, Lulinha, Elton, Marques...). E para coroar sua apresentação, foi expulso com uma atitude que deve tê-lo feito lembrar de seus tempos de detento da Febem. Atitude de marginal...

5) Alessandro: Antes de Dentinho, o limitado lateral do Corinthians já havia sido expulso (com vermelho direto), por outra jogada típica de boleiro mau caráter.

6) Tite: O técnico do Corinthians é fraco demais. Deu muita sorte na carreira até hoje! E quando pega um elenco medíocre, não dá para se esperar nada, certo? Hoje, ele abusou da benevolência do trio de arbitragem. Deveria ter sido expulso ainda no 1o tempo.

7) Júlio César: O Goleiro Nota 6 do Corinthians será eternamente lembrado como o goleiro que levou o centésimo gol de Rogério Ceni. Júlio César é o Andrada do século 21.

8) Carpegiani: Famoso por inventar e fazer besteira, armou o São Paulo certinho hoje. Rodrigo Souto no meio-campo para dar mais poder de marcação do que teria com Casemiro. Ilsinho avançando pela esquerda, para segurar as descidas de Dentinho e Fábio Santos.

9) Com Dagoberto, Fernandinho e Júnior César, Carlinhos Paraíba foi outro destaque do Tricolor. Um monstro no meio-campo, desarmando sempre com lealdade e sem falta. Lembra o Maldona dos bons tempos...

10) Zaga Tricolor: Miranda segue dando bobeira. Tá louquinho para manchar sua passagem Tricolor antes de voltar à Europa. Em compensação, Alex Silva e Rhodolfo foram leões.

11) Marlos: mais uma vez foi o fominha de sempre. Deve irritar muito os companheiros. E na única vez que ele deveria ter sido fominha.... resolveu passar!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Sorri!



Não despreze o valor do sorriso.
O sorriso agrada a quem sorri e a quem é endereçado.
Sorria com sinceridade.
O sorriso franco e espontâneo contagia e cria as condições para o diálogo amigo. Desperta a atenção. Faz brotar amizades sinceras.
Se não puder sorrir, mantenha o semblante calmo. Sorrir falso gera antipatias e perturba os outros. Rebaixa você.
Os olhos também sorriem.
Um sorriso aberto e sincero vale mais do que mil palavras!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Ator de Two and a Half Men vira recepcionista de Ellen DeGeneres



Uma pena o cancelamento de "Two and an Half Men", uma das melhores séries cômicas da TV depois de Friends. Culpa da besta drogada e narcisista do Charlie Sheen. Confira a notícia da Folha Online.

Ator de "Two and a Half Men" vira recepcionista de Ellen DeGeneres

O ator Jon Cryer, 45, que interpreta Alan, o irmão de Charlie (Charlie Sheen) na série "Two and a Half Men", participou de uma brincadeira no programa de Ellen DeGeneres que vai ao ar nesta noite.

Após a emissora CBS suspender as gravações de "Two and a Half Men", DeGeneres quis fazer uma brincadeira dizendo que Cryer precisava de um novo emprego.

Durante o programa, Cryer vira recepcionista. "Eu precisava do trabalho", brinca o ator.

ESCÂNDALOS

A série "Two and a Half Men" foi suspensa na semana passada e não será mais gravada nesta temporada.

A decisão foi tomada pouco depois do site TMZ publicar que Charlie Sheen teria ameaçado o criador da série Chuck Lorre durante uma briga. O ator disse ao site que Lorre era um "estúpido, um pequeno homem estúpido, um idiota que eu nunca gostaria de ser".

Segundo fontes ligadas à produção, essa foi a gota d'água para a CBS e a Warner Bros. Não houve nenhum pronunciamento sobre como ou quando será feita a próxima temporada.

Com "Two and a Half Men", Sheen alcançou o mais alto salário da TV americana: embolsa US$ 1,2 milhão por episódio.

O ator enfrenta uma série de problemas com álcool e drogas, admitiu inclusive que fumava crack. Atrizes pornôs têm sido a companhia mais constante dele, desde que o casamento com Brooke Mueller acabou.